Artigos Ciêntificos

INVESTIMENTO DIRETO ESTRANGEIRO EM MOÇAMBIQUE: ASPECTOS POSITIVOS E NEGATIVOS

INTRODUÇÃO

A Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (Organization for Economic Cooperation and Development – OECD, sigla em inglês, 2014) define o IDE como o investimento transfronteiriço por uma entidade residente de uma economia com o objetivo de obter um interesse duradouro numa empresa residente noutra economia.

O interesse duradouro implica a existência de uma relação de longo prazo entre o investidor direto e a empresa e um grau significativo de influência por parte do investidor direto na gestão da empresa. A posse de pelo menos 10% do poder de voto, o que representa a influência por parte do investidor, é o critério básico utilizado.

Autor: NELSON ALBERTO MUCANZE

Baixe o aquivo completo

 34 Total de Vizualizações,  2 Vizualizações de Hoje